segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Dieta e Exercícios... Uma vida Saudável...


Hoje pela manhã estava lendo um artículo sobre Regime e havia uma frase que chamou a minha atenção: "- Você é o reflexo daquilo que come."
Parece que essa frase foi a palavra chave que me fez pensar e analisar o que está passando comigo. Ultimamente tenho tido comentários bastante incômodos, visto que desde que quando tive o meu filho, tenho encontrado muita dificuldade em poder retornar ao meu peso ideal. Com a gravidez tive um considerável ganho de peso (quase 70 Kilos) dado que já possuía uma diferença de sobrepeso com relação ao meu peso ideal (estava 15 kilos passado do meu peso ideal que é 62 k). Hoje encontro com grande dificuldade e devo admitir que também não tenho tido força de vontade, tenho cedido diante das guloseimas da vida, rsrs... Mas ontem houve um impasse que me faria tomar uma decisão definitiva.

Na época da minha gravidez, uma pessoa (da qual não desejo me referir em demais detalhes) debochava de mim, porque fiquei deforme. Eu me sentia muito mal, apesar de que meu esposo, sempre amável dizia não importa o que pense os demais, o que importa é o que eu penso de ti. Mas, não nos sentimos bem, definitivamente a auto-estima de uma gestante baixa mesmo, devido à revolução dos hormônios além de todas as mudanças que sucedem fisicamente. Bom, como diz o velho ditado, nunca diga dessa água não beberei, desse pão eu não como... Passado o tempo essa pessoa teve uma depressão muito forte, na qual lhe ocasionou um considerável ganho de peso ficando deformada. Eu pude conseguir emagrecer 40 kilos dos quais (sem contar com o meu aumento de peso antes da gravidez) devo concretizar em baixar 30 kilos mais para ficar dentro do meu peso ideal. Essa pessoa veio a fazer a famosa cirurgia "By-pass gástrico" e já há perdido mais de 50 kilos. Ontem nos encontramos eu e ela... com receio e a lembrança das burlas me fizeram pensar e ao temor de que novamente possa ela vir novamente rir de mim, eu quero entrar não só de cara, mais mergulhar de cabeça num regime, qual me faça sentir-me bem (pois não me sinto bem em todos os aspectos, com o sobrepeso da gravidez tenho hiperlordosis e uma um parafuso que sostém o meu pé direito, cirurgia feita em 2004, devido uma acidente que tive ) e com o propósito de que este seja saudável, incluindo exercícios.

Penso:

Eu vivo para comer? Ou como para viver?


Tudo que é demais está de sobra... e isso reflete no meu excesso de peso.
Preciso de apoio e força de vontade sobretudo.
Porque isso deve ser uma mudança definitiva, pelo meu bem-estar e o bem-estar de minha casa.
Afinal de contas, o meu corpo é o templo do Espírito Santo, e o Espírito de Deus não pode habitar num corpo enfermo.


  • Dia 02/11 - Consulta com Nutricionista.

Deus abençõe à todos!!!

3 comentários:

Gi disse...

Eu em finais de Fevereiro iniciei uma dieta "Dieta dos Pontos" indicada por um médico brasileiro: converteu calorias dos alimentos em pontos:) Então, achei piada e comecei, em média, só podia comer 320 pontos por dia! A verdade é que emagreci 10 kl +/- 5 meses... Esta dieta é mais uma reeducação alimentar e não me custou nada!
Beijoca:)

Gi disse...

Eu desde que me conheço sp fui uma gulosa por chocolates, completamente viciada, mas com esta dieta como me "obriguei" a comer fruta subsitui o açucar do chocolate... De 4 em 4 horas tem-se mesmo q comer p não se ficar com fome. É mesmo auto-disciplina:)
Força Flávia!!!

Cintia EUA disse...

Interessante o seu post. Estou meio que refletindo sobre a mesma coisa no post the hoje do meu blog. Não desanime não, continue firme e não ligue pra comentários alheios. Mesmo que te machuquem, vc é uma mulher de Deus forte. Com carinho, Simply Cintia